info@hispania-valencia.com / +34 96 351 05 05
Reserve seu curso

Curso de Espanhol para Acesso à Universidade – Curso de Preparação para PCS

Desde 2017, após a aplicação da nova lei sobre educação, na Espanha desaparece a Selectividad, para que os alunos não tenham mais que realizar nenhum exame nacional para acessar as universidades espanholas.

 

A partir deste momento, o formato no qual a nota do aluno é calculada também muda. Assim, os Testes de Competências Específicas (PCEs), testes opcionais que atendem tanto estudantes da UE ou países com um acordo, quanto estudantes de sistemas educacionais estrangeiros para melhorar suas qualificações de ingresso na universidade, e também para ajudar defina seu caminho de acesso.

 

– Alunos da UE ou de países com um acordo podem fazer até 4 PCEs para melhorar seu grau de acesso em 4 pontos, de modo que a nota máxima de seu arquivo seja de 10 a 14 pontos. Os 2 PCEs com melhores notas e de acordo com a sua ponderação marcariam 2 pontos.

– Os alunos de sistemas educacionais estrangeiros melhorariam sua marca de 6 a 14 pontos. Com cada um dos 4 PCEs realizados, um ponto extra poderia ser obtido (para chegar a 10 pontos) e dois dos quatro PCEs poderiam fornecer mais 2 pontos cada, para melhorar a pontuação do arquivo de 10 para 14 pontos.

 

Não há PCE obrigatório. Cada aluno deve levar em conta, no momento da escolha dos sujeitos, os critérios de admissão de suas universidades selecionadas e os assuntos que servirão para melhorar seu grau de admissão de acordo com o peso estipulado por cada universidade.

 

Além dos pontos obtidos pelas PCEs, cada universidade pode avaliar alguns critérios, como o histórico escolar de seu país de origem, o nível de espanhol acreditado ou o modo de estudo para avaliar os candidatos. A fim de conceder um caminho de estudo (Ciências, Ciências Sociais, Humanidades ou Artes), os estudantes da UE ou de países com um acordo devem ter passado um mínimo de 3 disciplinas no seu sistema de ensino, que são equivalentes aos troncos gerais ou gerais. opção do sistema educacional espanhol. Os estudantes de sistemas educacionais estrangeiros podem completar com os PCEs os assuntos necessários para garantir um caminho de estudo.

CARACTERÍSTICAS

Número de estudantes

Máximo: 10
Media: 6

Duração

Mínimo: 20 semanas
Máximo: 36 semanas

Níveis

De A1 a C2

Início do curso

outubro ou janeiro

QUE INCLUI?

Consultoria educacional para acesso à universidade.

Certificado de Assistência.

Materiais de classe.

Suporte administrativo para visto de estudante.

Preços da alta temporada
Estes preços não serão aplicados se o aluno frequentar um curso combinado. Exemplo: espanhol geral + classes particulares.
Curso de preparação dos exames PCE para acesso à universidade
  • Asignatura
  • 1 sujeito
  • 2 sujeitos
  • 3 sujeitos
  • 4 sujeitos
  • Outubro - Maio
  • 1.440 €
  • 2.880 €
  • 4.320 €
  • 5.760 €
  • Janeiro - Maio
  • 900 €
  • 1.800 €
  • 2.700 €
  • 3.600 €
Este curso atende aos requisitos para solicitar um visto de estudo.
* 2 anos = 1.250 horas de curso.

Curso de Espanhol para Acesso à Universidade – Curso de Preparação para PCS

Desde 2017, após a aplicação da nova lei sobre educação, na Espanha desaparece a Selectividad, para que os alunos não tenham mais que realizar nenhum exame nacional para acessar as universidades espanholas.

 

A partir deste momento, o formato no qual a nota do aluno é calculada também muda. Assim, os Testes de Competências Específicas (PCEs), testes opcionais que atendem tanto estudantes da UE ou países com um acordo, quanto estudantes de sistemas educacionais estrangeiros para melhorar suas qualificações de ingresso na universidade, e também para ajudar defina seu caminho de acesso.

 

– Alunos da UE ou de países com um acordo podem fazer até 4 PCEs para melhorar seu grau de acesso em 4 pontos, de modo que a nota máxima de seu arquivo seja de 10 a 14 pontos. Os 2 PCEs com melhores notas e de acordo com a sua ponderação marcariam 2 pontos.

– Os alunos de sistemas educacionais estrangeiros melhorariam sua marca de 6 a 14 pontos. Com cada um dos 4 PCEs realizados, um ponto extra poderia ser obtido (para chegar a 10 pontos) e dois dos quatro PCEs poderiam fornecer mais 2 pontos cada, para melhorar a pontuação do arquivo de 10 para 14 pontos.

 

Não há PCE obrigatório. Cada aluno deve levar em conta, no momento da escolha dos sujeitos, os critérios de admissão de suas universidades selecionadas e os assuntos que servirão para melhorar seu grau de admissão de acordo com o peso estipulado por cada universidade.

 

Além dos pontos obtidos pelas PCEs, cada universidade pode avaliar alguns critérios, como o histórico escolar de seu país de origem, o nível de espanhol acreditado ou o modo de estudo para avaliar os candidatos. A fim de conceder um caminho de estudo (Ciências, Ciências Sociais, Humanidades ou Artes), os estudantes da UE ou de países com um acordo devem ter passado um mínimo de 3 disciplinas no seu sistema de ensino, que são equivalentes aos troncos gerais ou gerais. opção do sistema educacional espanhol. Os estudantes de sistemas educacionais estrangeiros podem completar com os PCEs os assuntos necessários para garantir um caminho de estudo.

Esta web utiliza cookies para recopilar información que ayudará a optimizar su visita. Consulte la información sobre el uso de cookies en nuestra política de cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies